Levanta-te e vai!

Levanta-te e vai!
Se perdemos o vigor interior, os sonhos, o entusiasmo, a esperança e a generosidade, Jesus apresenta-se diante de nós tal como se apresentou diante do filho morto da viúva e, exorta-nos: “Jovem, Eu te ordeno, levanta-te!”.

Ninguém pode mudar por ti.

Ninguém te pode convencer a alterar seja o que for na tua vida, se não quiseres.

Ninguém consegue dizer-te o que deves fazer a seguir. Se é melhor esperar ou partir.

Está (tudo) nas tuas mãos.

Tudo o que quiseres (realmente) fazer está ao alcance de um levantar-do-sofá e fazer diferente.

Tudo o que quiseres (realmente) mudar está ao alcance de um desligar de dados móveis e de um passar a olhar as pessoas nos olhos. Como quem as quer, mesmo, ver.

O mundo não se muda atrás dos ecrãs. Muda-se quando nos olhamos com a profundidade de quem se quer conhecer, de quem quer aprender com o outro.

Queres ter um mundo diferente? Começa por ti. Põe a mochila às costas e faz-te ao caminho.

Deus preparou trilhos de propósito para ti, para acolher os teus pés e os teus passos.

E tu? Queres estar à altura do desafio que Ele te propõe?

Diz que sim como quem está convencido do lado de dentro do coração. Aperta a luz do sol dentro dos teus braços e faz o que está certo. Mas faz bem feito.

Levanta-te e segue em frente. Não te esqueças de olhar para trás para dar conta dos que podem ter ficado sem forças pelo caminho.

Levanta-te e vai. Como quem sabe que o caminho está entregue A quem o fez para ti.

 

Por Marta Arrais

Segunda, 6 de Janeiro de 2020