Ecos do encontro das Famílias Hospitaleiras de Setembro de 2020

Ecos do encontro das Famílias Hospitaleiras de Setembro de 2020
Sara Guerra Sobre o Encontro das Famílias Hospitaleiras de 26 de Setembro, no Zoom.

"Os meus pais conheceram-se num encontro da JH e fazem também parte do grupo de famílias que participa nos encontros das famílias hospitaleiras desde sempre, por isso, escusado será dizer que eu e o meu irmão crescemos a participar nesses encontros também. Crescemos envoltos naquele amor e hospitalidade que definem os movimentos que referi, no compromisso e na oração, na amizade e no serviço. Tal como nós, também outras famílias cresceram fazendo parte das FH’s, da rotina dos dois encontros por ano.

E depois fomos atingidos por uma pandemia. De repente, o contacto era uma ameaça à saúde de todos e havia a necessidade de abrandar o mundo para o poder curar. Os encontros não podiam acontecer, mas o bichinho hospitaleiro continuava lá, assim como a vontade de pôr a conversa em dia, de vermos as caras uns dos outros. Graças à tecnologia, que agora desempenha um papel ainda mais importante nas nossas vidas, foi possível “encontrarmo-nos”, e, embora através de um ecrã, foi bom estarmos juntos. É diferente, muito diferente até, mas para já vai ter de chegar. A verdade é que apesar de tudo conseguimos pôr a conversa em dia, ver as caras uns dos outros, refletir e orar. Até porque quando as pessoas são boas, o mundo torna-se bom, mesmo quando tudo à volta parece mais escuro.

Este encontro digital matou a saudade, mas não matou a vontade de voltar a ouvir as vozes das outras famílias sem delay, nem a vontade de cantar para as utentes ou de fazer peças de teatro. Mal posso esperar para que seja seguro voltar a fazê-lo."

Terça, 20 de Outubro de 2020