Serviço e Hospitalidade

Serviço e Hospitalidade
Histórias de serviço únicas e especiais.

A viagem pelos caminhos da hospitalidade deu-me uma nova família,   que apesar de não ter ligações de ADN foi escolhida pelo coração e foi no seio dela que me tornei a pessoa que hoje sou.

Aprendi tanta coisa sobre a vida o amor, a  felicidade, na companhia das pessoas que residem nas Casas, e fui agraciada com tanto amor e compreensão, mesmo nos dias mais cinzentos da vida, foi lá que encontrei o colo necessário para prosseguir.  Uma vez fui ajudada por um senhor a estudar para um teste de sociologia e diga – se de passagem sem ele teria reprovado à disciplina.

É engraçado como às vezes a felicidade e o empurrão que precisamos para seguir caminho está nos lugares menos esperados.

Mas, o maior ensinamento que os residentes das Casas me deram foi o do serviço,  como uma atitude de total disponibilidade para escutar e consolar  a pessoa que está ao nosso lado segundo as suas necessidades, sejam elas qual forem.

A atitude de serviço perante o outro  é para mim a base da hospitalidade e a forma mais pura de amar, porque nos obriga a despirmo-nos totalmente de nós para ser o que  a outra pessoa precisa naquele momento, não em grandes gestos nas pequenas coisas do dia a dia e através disto vão se  criando laços que humanizam e sanam as feridas da alma.

Acima de tudo o serviço dignifica a pessoa como ser único, digno de valor e amado e não existe nada mais preciso que se possa oferecer.

 

by Mariana Silva

Sexta, 31 de Janeiro de 2020